MULTIWEB: Tendências para lojas virtuais em 2017 – PARTE 1

Recebemos uma compilação de pesquisas do Google Partners sobre as tendências das lojas virtuais em 2017 e resolvemos fazer uma série de artigos para vocês terem uma nova visão sobre o mercado de e-commerce e marketplaces neste ano!

Atualmente vemos uma enorme mudança em diversos setores no país, principalmente no varejo. Podemos assegurar que o pior já passou e que o brasileiro continua comprando, especialmente em datas sazonais e promocionais, ele busca pelo melhor custo-benefício.

Agora, onde ele pesquisou? Sabemos que precisamos reforçar a importância de ter boas plataformas de e-commerces, que sejam responsivos para todos os dispositivos e integrados aos principais marketplaces, pois é isto que tem contribuído bastantes pelo crescimento das vendas. As pessoas estão saindo cada vez menos de casa para pesquisar, elas abrem o computador e digitam o que querem. Simples assim. A tecnologia veio a facilitar a vida deste consumidor, guarde essa informação!

O DIFERENCIAL QUE A INTERNET É

Entendemos que tudo isso foi e ainda é um processo, que as pessoas ainda vão de loja em loja procurando presentes, por exemplo, mas isso é um fato que tende a diminuir.

Lembre-se que o brasileiro tem a possibilidade, com os celulares, de ficarem muito mais online do que a 30 anos atrás. Ele precisa da internet para se comunicar, pelo Whatsapp ou Facebook, ele precisa saber das novidades, portanto ele passa muito mais tempo online.

Vamos entender o comportamento atual do consumidor? Confira na imagem abaixo:

Gráfico de varejo tendências para lojas virtuais

Na figura conseguimos entender o que o consumidor está procurando com a atual situação do mercado. Ele modificou seu comportamento e está a procura de economizar dinheiro, preços mais em conta, promoções e descontos, e para encontrar tudo isso está buscando com mais calma o produto desejado.

Consequentemente seu consumidor irá se tornar mais exigente e impaciente se sua loja virtual não tiver uma boa experiência de navegação tanto em desktop quanto no mobile. É necessário um investimento para que sua marca saia na frente, pois se o comprador encontrar seu concorrente e não você online, ele irá ficar com seu concorrente.

Na imagem abaixo vemos como as vendas começaram a melhorar! Confira:

Gráfico de varejo tendências para lojas virtuais

Sabemos que o mercado não tem sido fácil. Todo dia uma mudança, mas essas transformações podem ser para melhor e auxiliar na concorrência, mantendo seu produto destacado do “restante”.

Ter um produto ou loja virtual disponível na internet continua sendo um diferencial, pois ela que continua crescendo e se tornou uma vitrine 24 horas por dia, 7 dias por semana. Como disse acima, se o cliente não encontra sua empresa ou seu produto na internet, mas encontra a do seu concorrente, ele não vai parar para pensar duas vezes.

No gráfico abaixo podemos observar que houve uma melhora nas vendas online, mesmo em meio à crise econômica, confira:

loja-virtual-tendencia.jpg

Na imagem acima podemos notar que as duas primeiras empresas tiveram um crescimento significativo com relação ao ano passado. E o que mais surpreendeu foram as vendas pelo MarketPlace, o que reforça que essas lojas tiveram um crescimento mesmo em um momento de crise.

O Mercado Livre é um dos maiores destaques desta lista, pois desde 2013 teve o melhor resultado, no segundo trimestre de mais de 61%.

Este desempenho não inclui somente boas plataformas de e-commerce, mas também qualidade das promoções/datas sazonais, estratégias de marketing digital, tudo que leva ao atual consumidor brasileiro a encontrar o melhor custo-benefício.

DATAS SAZONAIS

Como explicamos no começo do texto, o consumidor não deixa de comprar, ele procura a melhor oferta antes de comprar. E com os dados do Ibope e do E-bit, podemos no gráfico abaixo, analisar o crescimento da intenção de compra em datas especiais.

tendências para lojas virtuais loja-virtual-tendencia.jpg

 

Para entendermos melhor os dados das imagens, temos que analisar a cultura brasileira. O que temos de diferentes dos outros países, com relação a essas datas?

Somos muito ligados a família e gostamos de presentear, além dê sermos um povo simpático, que gosta de agradar aos outros.

Esses são alguns motivos culturais para que essas datas sazonais estejam em destaque na figura. São dias especiais, que nos tocam, e que não podem passar batidos dentro de casa.

Como vemos acima o dia das mães e dos pais tem crescimentos respectivos de 8% e 12%, já a Black Friday, que se mantém positivamente depois de ter se introduzido no mercado brasileiro, continua tendo um crescimento de 17% e que algumas lojas virtuais tem tido melhor performance de vendas do ano.

É possível que em tempos de crise haja um crescimento em datas sazonais e em empresas que estavam sem um crescimento a certo período, é necessário encontrar seu diferencial, e muito possivelmente este diferencial é uma boa plataforma de e-commerce, presente nos principais markteplaces e que tenha uma estratégia de marketing digital incrível.

Conseguiu entender que mesmo em tempos de crise sua loja virtual pode com um bom marketing digital em datas sazoniais e com promoções? Invista nesse diferencial e veja sua empresa crescer!

Ficou com alguma dúvida sobre nosso artigo? Deixe um comentário que te ajudamos.

Não se esqueça de conferir a Parte 2 do nosso artigo, iremos falar um pouco mais sobre das datas sazonais, marketplaces e Omnichannel.

Fontes:

  • Emprego (PNAD IBGE); Crédito (SPC); Confiança (FeComércio-SP – dados da cidade de SP)
  • Ipea – IBGE – Vendas totais e reais do varejo
  • Resultados financeiros dos varejistas – crescimento das vendas/faturamento
  • Ibope (Pesquisa Intenção de Compras Ibope Inteligência realizada em 2016 e 2015 – Amostra 1500 por data sazonal com internautas de 18 a 55 anos das principais regiões do país – classe A,B e C que costumam realizar compras online; Ebit
  • (Resultados do crescimento das datas sazonais no e-commerce)
  • Notícias no Valor e Estadão
  • McKinsey & Company – Global Consumer Sentiment Survey, 2016 – pesquisa realizada em Setembro de 2015
  • McKinsey & Company – Global Consumer Sentiment Survey, 2016 – pesquisa realizada em Setembro de 2015

This Post Has One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *